56206100_82c8a353f4_b

Mais do que o separatismo, o adversário é o vazio de poder. E a vilanização.

As recentes manifestações que falam em separatismo no Brasil estão mais para folclore do que para uma repetição do que já vivemos na História do país. Mesmo assim, devem ser entendidos, no contexto, como sinal de outros problemas que enfrentamos. Estes são, de verdade, capazes de desestruturar a sociedade brasileira.  Continuar lendo Mais do que o separatismo, o adversário é o vazio de poder. E a vilanização.

17713608920_28d6c38f28_z

Renegociação x reestruturação: qual a lição que os estados precisam aprender?

Na última semana, o governo interino conseguiu fechar acordo de renegociação da dívida dos Estados com a União. Mesmo sem unanimidade, o acordo representa um passo importante na tentativa de fazer com que os estados ganhem fôlego e consigam voltar a honrar suas obrigações. Entre as contrapartidas está a possibilidade de privatização das empresas estatais como parte do pagamento de tais endividamentos. Mas será a melhor saída renegociar unicamente? Ou será somente mais uma forma de empurrar o problema para debaixo do tapete? Continuar lendo Renegociação x reestruturação: qual a lição que os estados precisam aprender?

parolee-gps-tracking-anklet

Será que algum dia o “rei do Maranhão” dormirá com um peso na canela?

A narrativa sobre a história do país define como opostos os liberais, que defendem menor intervenção do Estado na Economia, e aqueles que defendem a ampliação da Cidadania e do progressivismo moral e de costumes. Pode até ser verdade. Mas, enquanto não soubermos aproximar economia de mercado, democracia, liberdades individuais e respeito às minorias, o arcaísmo sairá vencedor.   Continuar lendo Será que algum dia o “rei do Maranhão” dormirá com um peso na canela?

4113012478_eb0de4ffb6_z

Faz-de-conta econômico – Considerações à reportagem da InfoMoney com o prof. Guilherme Mello

Em reportagem recente à InfoMoney, o professor Guilherme Mello (Unicamp) deu seu parecer sobre alguns pontos que permeiam nossa economia. Este texto busca apontar, de um ponto de vista claro (porém particular), inconsistências em seu discurso frente à teoria macroeconômica, desmistificando o ‘faz-de-conta econômico’ que se forma em torno de debates assumidamente ideológicos.   Continuar lendo Faz-de-conta econômico – Considerações à reportagem da InfoMoney com o prof. Guilherme Mello